Moçambique- Maputo
Bairro da Malhangalene
Rua castelo Branco, 47– R/C
Telefone:   +258 21 417691

Compostagem

Written by Administrator
Category:

 

22 11É o processo de decomposição biológica orgâ­nica contida em resíduos animais ou vegetais. É feita por muitas espécies de micro-organismos e animais invertebrados que, em presença de humidade e oxigénio, se alimentam dessa ma­téria e que degradam os resíduos em partículas menores. Os seus benefícios incluem o enrique­cimento da terra em macro e micro nutrientes diversificados para as plantas, auxílio na agre­gação do solo melhorando a sua estrutura e melhoria da drenagem nos solos argilosos e na retenção de água nos solos arenosos.

Consociação de Culturas

Written by Administrator
Category:

IMG 20210104 WA0006

É o sistema de cultivo no qual duas ou mais espécies são cultivadas num mesmo terreno, simultaneamente, não sendo necessariamente semeadas ou plantadas na mesma época. A consociação pode ser por mistura, em faixas ou em linhas. Os seus benefícios são o melhor aproveitamento do solo e dos recursos matu­rais, para além da diminuição do custo de pro­dução e possibilidade de maior retorno.

ABIODES fortalece agro-ecologia Local

Written by Administrator
Category:

11

“O trabalho da FAP ajuda os agricultores a re­solverem os problemas com que se debatem, tais como os de carácter ambiental e de saúde do produtor e do consumidor, devido a falta de aplicação de boas práticas agrícolas”, disse o técnico da ABIODES, Stélio Manhice, numa das capacitações realizadas, em Maputo.

Para os beneficiários, “as formações servem para aumentar os conhecimentos sobre as melhores técnicas de produção, para além de acrescenta­rem valor como mecanismo de identificação e combate dos principais males que influenciam a sua produção”.

ABIODES levar, para junto dos produtores, as­pectos ligados a identificação de pragas e doen­ças, gestão de água, uso razoável de pesticidas, maneio integrado de pragas e doenças, produ­ção no período chuvoso, gestão da fertilidade do solo, gestão económica do pequeno produtor, rotação de culturas, comercialização de hortíco­las e associativismo.

Nas formações, foram disseminadas práticas agro-ecológicas, abrindo espaço aos produtores para testarem Biopesticidas de Piri-Piri, Margo­sa, Papaieira, Moringa, Tabaco, Biofertilizante aeróbico e anaeróbico, Biofertilizante de Bokashi

aeróbico e anaeróbico, Túnel, rotação de cultu­ras, estrume curtido, composto orgânico, cober­tura morta/mulching e outras.

Para José Matsimbe, técnico ABIODES, “os resul­tados das formações dadas são satisfatórios, na medida em que os produtores agrícolas passa­ram a deter melhores condições técnicas para fazer face aos efeitos das mudanças climáticas e dos problemas resultantes da falta de recursos financeiros devido a sua vulnerabilidade econó­mica”. Para além de problemas financeiros, há ainda questões de natureza e de meios de pro­dução que se impõem como desafios, nomeada­mente, a escassez de água de rega e calor inten­so, cujos efeitos são minimizados pelo uso de cobertura morta/mulching, uso de túneis com cobertura de rede de estufa, uso de biopestici­das e de biofertilizantes, os quais são naturais e amigos do ambiente.

Agro-ecologia

Written by Administrator
Category:

IMG 20210104 WA0003

É uma abordagem para produção de alimentos (inclui a colheita) que trabalha em harmonia com a natureza e ecossistemas, baseando-se em culturas locais com suas expressões únicas de conhecimentos e práticas que desenvolve­ram ao longo do milénio, em todo o mundo. Esta abordagem desempenha, assim, um duplo papel, visto que, por um lado, abastece um mercado específico que responde a procura de produtos biológicos por parte dos consumi­dores e, por outro, fornece bens públicos que contribuem para a protecção do ambiente e o bem-estar dos animais, bem como para o de­senvolvimento rural.

Fortalecidos alicerces para a agro-ecologia

Written by Administrator
Category:

Mais de 600 produtores agrí­colas das Cidades de Maputo e Nampula beneficiaram de apoio disponibilizado pela As­sociação para Desenvolvimento Sustentável (ABIODES), ao longo do ano 2020, prestes a findar. O apoio consistiu, sobretudo, na formação dos produtores em vários aspec­tos relacionados com a agricultura sustentável.

Na cidade de Maputo, o ciclo de capacitações abrangeram agricultores dos distritos municipais KaMavota e KaMubukuana e, em Nampula, os produtores da capital, a cidade do mesmo nome.

As capacitações estão inseridas no quadro do projecto de Agricultura Sustentável Urbana e Peri-Urbana (ASUP) que privilegia a Formação Agrícola Participativa (FAP) com recurso a uma tecnologia que permite aos agricultores desen­volverem capacidades de obter um diagnóstico e análise de problemas que os apoquentam. A metodologia privilegia as trocas de experiência e a auto-aprendizagem, levando os agricultores a adquirirem métodos de análise e resolução de problemas.

IMG 20210104 WA0003